Histórico paladar

Para finalizar a festa com chave de ouro e adocicar o paladar dos convidados, nada melhor do que servir o cafezinho acompanhado de deliciosos macarons. Cada vez mais requisitado pelas noivas, o doce, criado em Veneza, na Itália, nos tempos áureos do Renascentismo, ganhou espaço no Brasil há pouco tempo, devido a sua composição leve e curiosa.

Feito à base de farinha de amêndoas, claras de ovos e açúcar de confeiteiro, apresenta dois discos com camadas finas e crocantes e massa macia por dentro. Os sabores de framboesa e avelã são os que seguem à risca as receitas tradicionais, que eram mantidas em segredo pela aristocracia italiana. “É muito difícil definir exatamente o sabor. Ele é leve, doce e sutil. É algo único, ímpar”, define a proprietária da Lamponi Gastronomia, Denise Lerário. E nada de tentar assimilar a preciosidade com outra iguaria. “Dizer que é parecido com outra coisa é uma heresia”, brinca o chef Rafael Barros, da Opera Ganache.E o diferencial não fica somente no paladar. O macaron recebe cor e forma de acordo com a decoração da celebração e o desejo do cliente. Segundo a empresária e nutricionista Carla Daudt, a diversidade de estilo agrada aos casais que buscam inovar. “Somente na minha loja são feitos mais de 30 sabores e cada um com sua respectiva cor. Temos desde o chocolate até gengibre”, explica.

A iguaria é ideal para noivas que, mesmo nos tempos modernos, desejam dar um toque tradicional ao grande dia, e ainda pode ser distribuída como lembrancinha. Será um luxo trazer um hábito da aristocracia italiana para dentro da sua festa de casamento!
Template Design by Ver e Fazer Published by Feltro Moldes Download This Como Fazer